Definir metas para alcançar resultados

meta

Olá, querido leitor, como estamos? Como estão nossos objetivos e metas? Você tem metas? Isso, você mesmo! Qual o seu objetivo pra 2015? E pra 2016? Você tem claro o que você busca conseguir através de tudo o que você faz?

Todas as vezes que inicia-se uma conversa sobre objetivos e metas, lembramos diretamente dos objetivos profissionais. Se você trabalha em uma empresa, com certeza já recebeu algum indicador que seu trabalho está ou não gerando a quantidade de RE$ULTADO esperada pelos seus gestores e/ou superiores.

A famigerada meta! Bati a meta, felicidade, não atingi a meta, depressão. Mas na realidade, para que serve esta meta? Creio que é uma ferramenta de mensuração de eficácia, ou ainda, um desafio para fazer os colaboradores atingirem (pela dor ou pelo amor) algum resultado esperado.

Certo, mas e quando você é o responsável pela definição destas metas? Pode parecer difícil bater a meta quando se recebe uma, mas talvez seja pior ainda quando você mesmo tem que definir a sua própria meta e correr atrás para batê-la. É neste momento que pode ocorrer um grito interior que comunica o quanto somos sinceros conosco mesmos. O quanto estamos sendo capazes de definir metas desafiadoras e ir atrás delas.

Ok, e na sua vida pessoal, você tem metas? Você tem objetivos? Você tem sonhos? Creio que neste momento caiba uma desambiguação. Se eu estivesse em uma palestra, perguntaria para a plateia:

Quem aqui acredita que estas 3 palavras querem dizer a mesma coisa?”
Todas elas expressam algo que você tem vontade de conseguir realizar, mas o que difere-as, em minha concepção, é a ação que você tem a partir de cada uma delas, bem como o tempo que leva para tomar esta ação.

  • Um sonho é algo, comumente, grandioso onde o sonhador manifesta uma vontade muito grande de realizá-lo. Um sonho é capaz de motivar muitas escolhas importantes. Escolhas essas que te levarão até ele. No entanto, se analisarmos sob o véu da ação, um sonho não motiva muita ação, ou quando motiva, não determina um prazo para realizá-lo. Afinal um sonho é algo tão grandioso, que merece ser literalmente “sonhado” o que dificulta sua capacidade de ser realizado.
  • Um desejo é uma vontade. É algo que na maioria das vezes trabalha com uma motivação mediana. Da mesma forma que o sonho, o desejo pode vir a gerar ação, mas não sabemos efetivamente quando. No entanto, ao contrário do sonho, o desejo não te motiva a tomar decisões importantes para consegui-lo. Não é algo considerado fundamental para a existência do eu, então pode ser colocado em segundo plano muito facilmente.
  • Já uma meta é algo claro e específico, é algo que assim como o sonho, tem força suficiente para gerar ação. No entanto, diferentemente do sonho, a meta tem um prazo certo para acontecer. Logo, a tomada de ação é obrigatória e imediata!

Para mim, uma meta, seja pessoal ou profissional, necessita seguir algumas regras para ser tratada como tal.

Alguém aí conhece a metodologia SMART?”

S M A R T é o acrônimo de 5 palavras, que são consideradas regras para fazer com que uma vontade, um desejo ou um sonho se tornem uma meta. Estas palavras são:

eSpecífica (Specific) – Mensurável – Alcançável – Relevante – Temporal

Para que possamos considerar uma meta como tal, é necessário que ela preencha estes 5 itens de forma satisfatória.

Continua…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s