Momento de percepção: Muita insatisfação externa? Faça uma viagem interior..

Caros Amigos,

Gostaria de aproveitar duas coisas do dia de hoje que me inspiraram a escrever este texto.
A primeira muito boa e gratificante, que hoje é quinta-feira (quando iniciei a escrever o texto), o dia em que nos comunicamos internamente, eu e mais 15 maravilhosos colegas coaches, formados pelo Instituto Brasileiro de Coaching, em Porto Alegre, no ano de 2013.

A segunda e não muito gratificante, é o ocorrido hoje, em minha cidade (Santa Maria RS) que desde o ano passado é mundialmente conhecida por tragédias e uma situação no mínimo ruim. Mais uma vez ocorrem protestos pedindo diminuição do valor da passagem de ônibus urbano, estudantes entram em confronto com a polícia. A partir daí, mídias divulgam inúmeros vídeos e imagens do ocorrido, talvez uma edição tendenciosa, talvez denotando excesso da parte da Brigada Militar, talvez.. Talvez.. Talvez.

Durante nossa formação em coaching, aprendemos muitas técnicas que nos permitem enxergar o que poucos enxergam, aprendemos a perceber as pessoas como seres individuais e a respeitar estes indivíduos. Aprendemos a não julgá-los, sobre seus conceitos e atitudes. Aprendemos a aceitar que algumas coisas acontecem e não podemos impedi-las. Da mesma forma percebemos, com essas coisas, que podemos efetivamente tomar atitudes que façam a diferença. Aprecio muito esta abordagem, trazida por Stephen Covey. Nela, Stephen explica que não temos controle sobre 10% de nossa vida, correspondentes às coisas que nos acontecem, contudo, ainda temos os outros 90% correspondentes às nossas reações. Se nos permitirmos perceber desta forma, a responsabilização sobre tudo o que nos acontece acaba voltando para nós mesmos. Da mesma forma, a possibilidade de ação em direção à nossas vontades e objetivos novamente cai sobre nossas costas.

O que eu gostaria de colocar sobre esta situação, é o mais próximo de uma opinião pessoal, que eu posso chegar respeitando as partes, opiniões e ideologias de cada indivíduo. É que tenho a consciência de não estarmos no fundo do poço. É perceber que diariamente, existem pessoas como eu e estes maravilhosos colegas que plantam as sementes de um mundo melhor. Que acreditam nas pessoas e ajudam-nas a encontrar sentido em ser a cada dia, uma pessoa melhor. Que percebem que “tudo ainda tem jeito” e que se EU resolver FAZER algo focado em apenas eu mesmo fazer, sem depender de ninguém mais, a situação começa a mudar. Não é aquela velha história de “SE CADA UM FIZER A SUA PARTE…” porque se tiver que esperar outra pessoa fazer “alguma parte” para iniciar a sua, nada será feito e assim continuaremos até que se complete o ciclo inerte do “esperar pelo outro”.

Convido-te a aplicar a teoria de Covey, se fizer sentido para ti, comece a perceber que independentemente do que te aconteça, tu ainda tem a possibilidade de escolher, por mais impulsiva que seja a sua REAÇÃO, ainda é uma escolha. É possível enxergar que conforme a progressão de nossos atos nesta direção, a ética pessoal de cada pessoa tende a ser resgatada, tende a não ser mais corrompida. Mas principalmente, podemos perceber que mesmo que exista uma imensa pressão midiática, social, econômica, política, ETC. ainda temos escolhas e opções. Devemos agir com sabedoria ao tomar estas decisões.

Acredito que o que eu falo até possa fazer sentido para muitas pessoas, entretanto acredito que várias delas, estão a considerar-me utópico ou sonhador. Para este momento de incredulidade que parece ser o pódio do desrespeito e insatisfação generalizada , em relação à tudo o que existe, convido-te à uma viagem interior. Quem sabe possamos voltar-nos para dentro e escutar a voz do subconsciente. Talvez possas perceber o que realmente teu interior está dizendo. Será que realmente ele concorda com a tua mente consciente? Para refletir, convido-te à assistir o filme “A profecia celestina”, assista aqui o trailer e se quiser, podes me pedir que envio o link do filme completo. http://www.youtube.com/watch?v=ae45nX5B4vM

Imagem

4 comentários sobre “Momento de percepção: Muita insatisfação externa? Faça uma viagem interior..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s